Voltar

Formação de boa pastagem: saiba como fazer

  • Solo e Preparo
  • Publicado em 01/10/2018

Ter um bom sistema de pastejo é fundamental para fornecer o alimento diário para os animais. Nesse cenário, a pastagem exerce grande influência na produção animal. Pensando nisso, preparamos um guia para você saber como fazer uma formação de boa pastagem para o seu gado. Confira!

Passos a passo para a formação de boa pastagem

  • A escolha da espécie forrageira

Para uma formação de boa pastagem é necessário escolher um capim que o gado goste. Geralmente, os bovinos preferem forrageiras com muitas folhas e poucos colmos, já que são as folhas que alimentam e engordam o boi. Quanto mais grosso é o colmo, mais difícil de arrancar e mastigar.
As forrageiras mais apreciadas pelo gado são a paiaguá, piatã e marandu. Na sequência vêm a decumbens, a humidícola e a xaraés. Além delas, as forrageiras menos exigentes ao sistema e à região são as braquiárias decubens, as humidículas e as andropogons.

  • Preparação do solo

O solo deve ser muito bem preparado para receber a semente e resultar na formação de boa pastagem. É recomendado evitar áreas próximas a malhadouros, cochos, bebedouros, formigueiros e demais pontos que não representem a situação média de fertilidade da área.
O solo deve ser protegido contra erosão, as plantas indesejadas devem ser retiradas e deve ser feito o controle de pragas e a distribuição dos minerais necessários. Também é fundamental fazer uma análise de solo para ver a necessidade de corretivos.
A semente que será utilizada deve ser crescida, saudável e livre de contaminação por impurezas. Elas devem ser plantadas com 3 a 5 centímetros de profundidade.

  • Monitoramento

Após o plantio, monitore frequentemente o pasto em relação ao ataque de pragas e infestação de daninhas. Para confirmar que o pasto foi bem iniciado, deve constatar de 10 a 20 plântulas no caso das braquiárias e de 30 a 40 no caso dos panicuns.

Primeiro pastejo: importância do processo para a formação de boa pastagem

O primeiro pastejo tem como efeito eliminar o excesso de plantas da área para diminuir a competição. Além de proporcionar uma cobertura de solo mais rápida, os animais se beneficiam do alto valor nutritivo do pasto e evita-se o acamamento da forrageira.

Para uma formação de boa pastagem, a área deve receber o gado entre 40 e 75 dias após a germinação da forrageira. Quando as folhas de cima começarem a se dobrar e o pasto deixar de ter o aspecto inicial de “folhas espetadas” deve-se colocar o gado. Esse pastejo deve ser intenso e por um período de tempo curto.

Na Sementes Santa Fé você encontra as melhores espécies forrageira para uma formação de boa pastagem para o pasto de sua propriedade! Acesse agora o nosso site e faça um orçamento com a nossa equipe.