22/02/2021
Período de seca? Escolha a semente Humidícola
Durante os períodos de seca, o setor da agropecuária tende a sofrer com diversos problemas relacionados ao estresse hídrico. Logo, com o passar do tempo, a escassez de água vem se tornando um problema recorrente e cada vez pior, embora haja inúmeras tecnologias para minimizar os impactos negativos e tentar frear os custos de produção.

Nesse contexto, determinar o tipo de forrageira para formação de pastagem é uma tarefa extremamente importante, já que a gramínea ideal deve favorecer alguns aspectos como a produtividade, bem como garantir as substâncias necessárias para o bom desenvolvimento dos animais.

Vale destacar que, em se tratando da produtividade dos sistemas de pastejo, a produção de forragem exerce um papel crucial. Portanto, em épocas de secas prolongadas, apresentar espécies de gramíneas como a Brachiaria decumbens B. humidícola pode ser uma alternativa bastante viável.

Quer aprender mais sobre o assunto? Continue a leitura!


Qual o impacto do período de seca na agricultura?

Como já destacamos, o período de seca compromete em muito a produtividade, seja na agricultura ou pecuária. Isso acontece porque, em razão da baixa disponibilidade de água, o solo não se desenvolve adequadamente, logo, a pastagem torna-se menos nutritiva e mais escassa. Como consequência, o gado passa a demandar outros cuidados, o que eleva o valor da carne, leite e seus derivados.

Na agricultura, por exemplo, não são raros os aumentos no valor dos alimentos. Com isso, as pessoas passam a gastar mais em compras no mercado. Em contrapartida, em razão da alta dos preços, os estoques vão se acumulando por mais tempo, já que muitos consumidores deixam de comprar.

Apesar de inúmeras tecnologias do setor da agropecuária, nem sempre é possível driblar as dificuldades impostas pela escassez de recursos hídricos. Ademais, um ponto que merece atenção é o custo de um projeto de irrigação de precisão, já que a maioria das propriedades familiares não dispõem de investimentos suficientes para aplicá-las.

Agora que você já sabe como o período de seca impacta na produtividade da agricultura e pecuária, chegou a hora de entender mais sobre o papel das forrageiras durante a falta de chuvas.


Qual o papel das forragens durante a estiagem?

Em via de regra, as forragens são compostas por braquiárias, isto é, capins mais baratos que podem ser utilizados tanto para a cria e recria quanto para a engorda do gado e demais animais no pasto.

Por ser uma das pastagens mais utilizadas no país, as braquiárias normalmente se adaptam bem às diferentes condições de temperatura, bem como as variações do solo. Além disso, esse tipo de forrageira se desenvolve bem inclusive em terrenos de pequena e média fertilidade.

Nesse sentido, à medida que as forrageiras são manejadas da forma correta, as braquiárias podem apresentar uma produção de matéria seca bastante eficiente — sem mencionar suas características de cobertura do solo.


Características gerais da Brachiaria humidícola

A humidícola é uma braquiária nativa da África Tropical, com maior prevalência na região leste e sudeste do continente africano. Isso se dá devido ao fato da planta desenvolver-se muito bem em terrenos com pouca precipitação.

De porte baixo e rastejante, a humidícola se trata de uma braquiária rústica e apresenta um hábito de crescimento rasteiro, se multiplicando por estolões. Em um ambiente que oferece condições de desenvolvimento livre, a planta pode alcançar até 1 metro de altura em alguns solos.

Muito bem aceita por bovinos e equinos, está braquiária suporta pastejos intensos de maneira contínua. Por outro lado, a criação de equinos pode sofrer algumas restrições, tendo em vista que, em razão de alguns distúrbios nutricionais, é necessária a suplementação mineral para cobrir estes déficits, especialmente em pastagens cultivadas.

A velocidade de estabelecimento da humidícola é um pouco lenta, apesar de as plantas terem uma boa tendência de cobertura densa do solo. Contudo, essa planta apresenta uma característica de dormência, ou seja, ela pode ultrapassar os 10 meses no estado de dormência. A boa notícia, no entanto, é que este problema pode ser solucionado através do processo de escarificação.

Como você pode ver, o período de secas exerce um peso muito importante no aumento de custos e redução da produtividade do setor agropecuário. Entretanto, existem formas interessantes para se minimizar a escassez de água provocada pelos períodos de estiagem. Para tanto, basta criar um sistema de armazenamento de águas ou adotar espécies que são mais resistentes às secas, como é o caso da braquiária humidícola.

Gostou deste artigo? Então, entre em contato conosco e confira nosso catálogo de sementes.