22/02/2021
Quais as melhores sementes para áreas alagadas? Descubra!
Não é novidade para nenhum produtor rural que, assim como o período prolongado de seca, as condições de alagamento ou encharcamento do solo podem comprometer severamente o desenvolvimento de algumas plantas, sobretudo aquelas relacionadas à formação de pastagem.

No Brasil, muito embora algumas regiões sofram com a escassez de chuvas e o estresse hídrico, em outras áreas o excesso de água em determinadas épocas já se tornou um problema crônico, portanto, este é desafio enfrentado todos os anos por diversos produtores.

Pensando nisso, no post de hoje vamos explicar alguns detalhes sobre as causas e efeitos negativos do solo alagado, bem como apresentar alternativas de sementes para áreas com excesso de umidade. Acompanhe!


Afinal, como ocorre o encharcamento do solo?

Na formação de pastagens, o encharcamento do solo ocorre em função de períodos prolongados marcados por chuvas intensas. Além disso, áreas que não contam com um sistema de drenagem eficiente, bem como terrenos com a elevação do nível de afluentes ou do lençol freático podem elevar o risco de alagamentos.

Por outro lado, o impacto da chuva no solo pode ser intensificado em razão do pisoteio dos animais e até mesmo pelo trânsito das máquinas. Assim, a habilidade do terreno de drenar naturalmente o solo pode ficar comprometida, visto que essas atividades tornariam o solo mais compactado e, consequentemente, suscetível ao alagamento em época de chuva intensa.


Consequências de uma pastagem alagada

O acúmulo de água pode incorrer na impossibilidade de haver troca de gases entre as plantas e o meio ambiente. Assim, quando a quantidade de oxigênio transportada para as plantas é insuficiente, ocorre o que chamamos de anóxia ou hipóxia do sistema radicular, tanto nas espécies tolerantes quanto nas intolerantes.

Ao mesmo tempo, as atividades metabólicas são comprometidas e, consequentemente, o ATP, — que é formado através do processo de respiração celular —, sofre uma queda considerável. Portanto, as plantas estabelecidas em solo encharcado terão uma restrição maior ao suprimento de energia, responsável pelo crescimento das raízes. 

Logo, o desenvolvimento geral da planta será diminuído, resultando até mesmo na morte. Em linhas gerais, algumas das espécies mais suscetíveis ao excesso de umidade do solo podem desenvolver alguns sintomas comuns, sendo os principais deles a:

●    abscisão de folhas, flores e frutos;
●    clorose nas folhas;
●    diminuição no comprimento da raiz principal e do crescimento em altura;
●    inibição da formação de primórdios foliares;
●    queda na expansão foliar, entre outros.


Quais as características das plantas tolerantes?

As plantas que contam com mecanismos de tolerância ao alagamento possuem diversas características de resistência e adotam algumas estratégias adaptativas que tem por objetivo melhorar a troca de gases e manter a produção de energia da planta. Com isso, os riscos de problemas decorrentes do excesso de umidade são minimizados.

De modo geral, essa habilidade está presente em plantas distintas e, na prática, consiste no ajuste do comportamento morfofisiológico, com o objetivo de otimizar a aquisição de carbono. Diante disso, as plantas toleram melhor as condições de estresse e, portanto, adaptam-se de maneira mais eficiente às adversidades.


Então, quais sementes utilizar em áreas úmidas?

A formação de pastagens em algumas áreas envolve uma série de cuidados importantes, justamente em razão do excesso de umidade do solo. Não tão raro, no solo de algumas propriedades pode ocorrer alagamentos temporários, justamente na área onde se pretende estabelecer uma forragem.

Tendo em vista que apenas alguns tipos de plantas têm a capacidade de adaptar-se bem a ecossistemas excessivamente úmidos, é fundamental adotar um tipo de capim específico para áreas mais úmidas, de modo a garantir maior proficiência de determinada produção.

Em termos práticos, a Braquiária Humidícola cv Humidícola e a Braquiária Humidícola cv Llanero se tratam de capins com boas variações e apresentam excelente propagação de sementes em ambientes com excesso de chuva e deficiência em drenagem.

Isso acontece porque suas sementes possuem características que são indispensáveis para o cultivo em situações extremas, como no solo encharcado. A adaptabilidade das espécies também se dá em condições severas, sobretudo quando aplicadas em solo de baixa fertilidade, por exemplo.

Como você pode perceber, a escolha do capim correto é o primeiro passo para garantir a produtividade e o manejo adequado e sustentável de uma pastagem. Ademais, os capins que são comumente indicados para aplicação em áreas úmidas apresentam um ciclo vegetativo duradouro, apresentando boa resistência aos terrenos em situação semelhantes às apresentadas neste artigo.

Portanto, se gostou das dicas e informações que trouxemos, não deixe de compartilhá-las em suas redes sociais. Assim, mais pessoas poderão entender melhor sobre esse processo e otimizar a forragem mesmo em um ambiente menos apropriado.